O papel da inteligência competitiva de negócios na indústria farmacêutica: o estudo de caso da ALCON LABS

Evandro Luiz Lopes, Eloisa de Moura Lopes, Benedita Hirene de França Heringer, Alfredo Passos da Silva

Resumo


A indústria farmacêutica brasileira, com faturamento atingindo a marca de US$ 5,2 bilhões em 2002, ao longo dos últimos anos, vem experimentando alterações profundas em seu ambiente que contribuíram para acirrar a sua competitividade: a abertura econômica e a liberação dos preços dos medicamentos; a aprovação da Lei de Patentes em 1996; a criação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) em 1999 e, principalmente, a promulgação da Lei dos Genéricos regulamentada em agosto de 1999. Além disso, nenhuma empresa isoladamente possui parcela expressiva de mercado, não sendo forte o suficiente para influenciar de maneira significativa o resultado da indústria como um todo. Diante disto,   este artigo busca identificar o papel da Inteligência Competitiva de Negócios na indústria farmacêutica brasileira. Para tanto, realizou-se um estudo de caso na Alcon Labs do Brasil, empresa do segmento químico-farmacêutico que figura entre as 50 maiores empresas do segmento. Foram identificadas as principais características de um modelo de Inteligência Competitiva de Negócios, o posicionamento do departamento de inteligência dentro da estrutura empresarial e também os resultados que este departamento vem obtendo juntamente com a área comercial da organização estudada.


Palavras-chave


Inteligência Competitiva de Negócios; Indústria Farmacêutica; Business Competitive Intgelligence. Pharmaceutical Industry. Competitiveness

Texto completo:

ARTIGO -PDF

Referências


CANONGIA, C.; SANTOS, D. M.; SANTOS, M. M. Foresight, competitive intelligence and

knowledge management as innovation management tools. Gestão & Produção, São Carlos,

v. 11, n. 2, p. 231-238, maio/ago. 2004.

BOVET, D.; MARTHA, J. Redes de valor. São Paulo: Negócio Editora, 2001.

CHESBROUGH, H., W. Why companies should have open business models. MIT Sloan

Management Review, v. 48, n. 2. Winter, 2007.

HAGEL, J., BROWN, J., S. Funding invention vs. managing innovation. Business Week,

February, 16, 2006. USA (NY).

PASSOS, A. Inteligência Competitiva: como fazer a IC acontecer na sua empresa. São

Paulo: editora LCTE, 2005.




DOI: https://doi.org/10.24883/ric.v1i1.1

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



 Atelier Brasil
Rua Pe. Guilherme Pompeu, 01, Centro
06501-055, Santana de Parnaíba, São Paulo, Brazil
(e-ISSN 2236-210X – DOI 10.24883)

Contato institucional: profdrpassos@gmail.com.br



  Indexadores e Diretórios                    
             


SitesDOMÍNIO PÚBLICO CAPES l IAFIE l SCIP l IAFIE l USP l FMU  l ABRAIC SEER/IBICT  l ISSN l EventosANPAD l NormasABNT

 

                                                                              Visualização no Brasil e no Mundo por localização e período