INTELIGÊNCIA COMPETITIVA NA INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA: PRÁTICAS ADOTADAS E PROPOSTA DE ESTRUTURAÇÃO DA IC EM UMA EMPRESA DE PROCESSAMENTO MÍNIMO DE FRUTAS E HORTALIÇAS DE MINAS GERAIS

Frederico Cesar Mafra Pereira, Marina Gabriela do Amaral Santos

Resumo


Este artigo apresenta uma proposta voltada à estruturação de um processo de Inteligência Competitiva para uma indústria de pequeno porte, atuante no segmento de ‘Processamento Mínimo de Frutas e Hortaliças’. Para isso, foi realizado um estudo empírico, de caráter descritivo, utilizando-se o estudo de caso único como método de pesquisa para a escolha de uma empresa atuante neste segmento, localizada na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais. Foram realizadas entrevistas individuais em profundidade, de caráter descritivo e qualitativo, junto aos responsáveis pelas principais decisões estratégias da empresa pesquisada, e os resultados obtidos permitiram compreender o processo atual de monitoramento e análise de informações sobre o seu mercado de atuação, seu uso na tomada de decisão estratégica organizacional, além de possibilitar a proposição de uma estrutura de Inteligência Competitiva com foco nas demandas específicas dessa empresa.

Palavras-chave


Inteligência Competitiva; Processamento Mínimo de Frutas e Hortaliças; Pequenas e Médias Empresas; Proposta de Estruturação de Inteligência Competitiva

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.24883%2Fric.v5i4.125

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.


 Atelier Brasil
Rua Pe. Guilherme Pompeu, 01, Centro
06501-055, Santana de Parnaíba, São Paulo, Brazil
(ISSN 2236-210X – DOI 10.24883)

Contato institucional: senioreditorial@inteligenciacompetitivarev.com.br



  Indexadores e Diretórios                    
             


SitesDOMÍNIO PÚBLICO CAPES l IAFIE l SCIP l IAFIE l USP l FMU  l ABRAIC SEER/IBICT  l ISSN l EventosANPAD l NormasABNT

 

Visualização no Brasil e no Mundo por localização e período: