Coaching e a necessidade de adaptação das empresas modernas

Marco Aurélio Portes Good

Resumo


As constantes mudanças de cenário geram problemas e dificuldades que devem ser enfrentadas pelos administradores de empresas modernas. Considerando esse ambiente, o presente trabalho se propõe a estudar o instrumento de aperfeiçoamento de pessoal chamado Coaching e as técnicas utilizadas para a melhoria de produtividade e desempenho de profissionais. Percebe-se a presença crescente do Coaching no cotidiano da sociedade, ao que se junta o fato de que muitas empresas recomendam aos principais profissionais que sejam clientes de Coaching para melhor contribuírem com os objetivos da organização. No entanto existe dificuldade na identificação transparente de resultados. A motivação foi a de encaminhar um estudo que é, ao mesmo tempo, empírico e exploratório, com a pretensão de enfrentar e superar as possíveis limitações. O planejamento cercou-se de cuidados na obtenção de dados, parte deles utilizada para além das fronteiras deste trabalho, contribuindo com o acadêmico e o praticante interessado no assunto. Ao final deste trabalho, chegaremos à convicção de que teremos uma adequada resposta para a pergunta da pesquisa: considerando o cenário complexo e a necessidade de adaptação organizacional, a contratação do serviço de Coaching para aperfeiçoamento de pessoal nas empresas seria efetivo?


Palavras-chave


Coaching. Aperfeiçoamento de pessoal. Adaptação organizacional.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAUJO, Jose. Coach: um parceiro para o sucesso. 9ª ed. São Paulo: Gente, 1999.

BAUER, Ruben. Gestão da Mudança: caos e complexidade nas organizações. São Paulo: Atlas, 1999.

BLANCO, V. B. Um estudo sobre a prática de coaching no ambiente organizacional e a possibilidade de sua aplicação como prática de gestão do conhecimento. 2006. 216f. Dissertação (Mestrado em Gestão do conhecimento e Tecnologia da Informação) – Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2006.

CATALÃO, João Alberto. Ferramentas de Coaching. 6ª Ed. Lisboa: Lidel, 2012.

CHIAVENATO, Idalberto. Teoria Geral da Administração. 6ª Ed., vol I e II. Rio de janeiro: Campus, 2001.

DI STÉFANO, R. O Líder-Coach: líderes criando líderes. 1ª Ed. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2005.

DINGMAN, M. E. The effects of executive coaching on job-related attitudes. 168f. 2004. Tese (Doutorado em Organizational Leadership) – School of Leadership Studies, Regent University, 2004.

DRUCKER, Peter F. Administrando em tempo de grandes mudanças. 3ª Ed. São Paulo: Pioneira, 1995.

DUTRA, J. S. Competências: conceitos e instrumentos para a gestão de pessoas na empresa moderna. 3ª ed. São Paulo: Ed. Atlas, 2007.

ECHEVERRÍA, Rafael. A empresa emergente: a confiança e os desafios da transformação. 4ª ed. Distrito Federal: Ed. Universa - UCB, 2001.

FERREIRA, Douglas. Evolução do Coaching. Recife, 1 jul 13. Disponível em: http://coachingsp.wordpress.com/tag/tecnicas-de-coaching/>.

FERREIRA, M. A. A. Coaching: um estudo exploratório sobre a percepção dos envolvidos: organização, executivo e coach. 2008. Dissertação (Mestrado em Administração) – Faculdade de Economia e Administração, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

FLEURY, A.; FLEURY, M. T. L. Estratégias empresariais e formação de competência: um quebra-cabeça caleidoscópico da indústria brasileira. 2ª ed. São Paulo: Ed. Atlas, 2001.

GIL, A. C.. Gestão de pessoas: enfoque nos papéis profissionais. 1ª ed. São Paulo: Atlas, 2001.

GONÇALVES, José Ernesto Lima. A necessidade de reinventar as empresas. São Paulo, vol. 38, no.2, p.6-17. Abr./jun., 1998.

GRAMIGNA, M. R. M. Modelo de competências e gestão de talentos. 1ª ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GRANT, A. M. Towards a psychology of coaching. 1ª ed. Sydney: Coaching Psychology Unit, University of Sydney, 2001.

HALL, D. T.; OTAZO, K. L.; HALLENBECK, G. P. Behind closed doors: what really happens in executive coaching. Organizational Dynamics, vol. 27, no. 3, p. 39-53, 1999.

HERNANDEZ, José M. da Costa e CALDAS, Miguel P. Resistência à mudança: uma revisão crítica. RAE. São Paulo, vol. 41, no.2, p.31-45. Abr/jun, 2001.

KILBURG, R. R. When shadows fall: using psychodynamic approaches in executive coaching. Consulting Psychology Journal: Practice and Research, vol. 56, no. 4, p. 246-268, 2004.

KOTTER, J. P. Leading change: why transformation efforts fail. Harvard Business Review, Boston, vol.73, no.2, p.59-67, março, 1995.

KRAUSZ, R. R. Coaching executivo: a conquista da liderança. 2ª ed. São Paulo: Nobel, 2007.

MAYNARD, S. Personal and professional coaching: a literature review. 135 f. Dissertação (Master of Science Psychology), Walden University, 2006.

MOHRMAN, AS & MOHRMAN JR., AM. Mudanças Organizacionais e aprendizado. 1ª ed. São Paulo: Makron Books, p. 69-89, 1995.

NADLER, David A., GERSTEIN, Marc S. e SHAW, Robert B. Arquitetura Organizacional: a chave para a mudança empresarial. 1ª ed. Rio de Janeiro: Editora Campus, 1993.

QUANTAS CONSULTING. Benefícios do Coaching. São Paulo, 23 ago. Disponível em: http://www.quantasconsulting.com.br/pagina=retorno> .

REIS, Homero. Coaching Ontológico: a teoria da decisão. 1ª ed. Brasília: Thesaurus, 2010.

RIDÃO, Jeferson. Roda da Vida. Londrina, 25 maio 13. Disponível em: http://www.hipnopnl.com.br/roda_da_vida_35.html> .

SZTUCINSKI, K. The nature of executive coaching: an exploration of the executive’s experience. 266 f. Tese (Doutorado em Educação) – Graduate School of Education and Human Development, George Washington University, 2001.

TACHIZAWA, Takeshy, REZENDE, Wilson. Estratégia Empresarial. Tendências e desafios. Um enfoque na realidade brasileira. 1ª ed. São Paulo: Makron Books, 2000.

TELLEZ, Gloria. O Coaching na Pratica. Salvador: Livro Digital, 2010.

TELLEZ, Gloria. Plano de Ação. Bahia, 15 fev 13. Disponível em: http://coaching4u.wordpress.com/2012/11/01/coaching-gratis-semana-1/> .

TOBIAS, L. L. Coaching executives. Consulting Psychology Journal: Practice and Research, vol. 48, no. 2, p. 87-95, 1996.

TRUE BALANCE LIFE COACHING. Uso de Coaches externos por nível de funcionários, A GLOBAL STUDY OF SUCCESSFUL PRACTICES. Miami, 18 fev 13. Disponível em: http:/ /www .truebalancelifecoaching.com /ama_coaching_survey.pdf>

WOOD, Thomas Jr. Mudança organizacional. 1ª ed. Rio de Janeiro: Atlas, 1995.




DOI: http://dx.doi.org/10.24883%2Fric.v7i4.241

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.


 Atelier Brasil
Rua Pe. Guilherme Pompeu, 01, Centro
06501-055, Santana de Parnaíba, São Paulo, Brazil
(e-ISSN 2236-210X – DOI 10.24883)

Contato institucional: profdrpassos@gmail.com.br



  Indexadores e Diretórios                    
             


SitesDOMÍNIO PÚBLICO CAPES l IAFIE l SCIP l IAFIE l USP l FMU  l ABRAIC SEER/IBICT  l ISSN l EventosANPAD l NormasABNT

 

Visualização no Brasil e no Mundo por localização e período: