RECURSOS ESTRATÉGICOS E VANTAGEM COMPETITIVA NA INDÚSTRIA MADEIREIRA CATARINENSE

Cinara Gambirage, Ivanete Schneider Hahn, Jaison Caetano da Silva

Resumo


A Teoria da Visão Baseada em Recursos (VBR) trouxe uma importante discussão ao campo da administração estratégica, haja vista que valoriza recursos internos da empresa como fontes de vantagem competitiva. Este estudo destinou-se a levantar os recursos estratégicos que conferem vantagem competitiva na indústria madeireira do Oeste de Santa Catarina, que concentra um considerável número de grandes empresas com tradição nesta indústria. Como estratégia de pesquisa, foi desenvolvido um estudo de caso na empresa Sincol S.A. que atendeu ao critério de pertinência, isto é, de representar, de alguma forma, as empresas que compõem esta indústria; e o critério da possibilidade, por permitir acesso à empresa por meio de visitas, fornecimento de informações e a realização de entrevistas com diretores. A análise de múltiplas fontes de evidência, possibilitou determinar os principais recursos estratégicos que conferem vantagem competitiva à indústria madeireira: o recurso físico essencial, reputação e imobilidade de recursos. 


Palavras-chave


Estratégia; Vantagem Competitiva; Visão Baseada em Recursos.

Texto completo:

PDF

Referências


ÁGAPE. Estudo Setorial da Indústria Catarinense. (2014). Disponível em: . Acesso em: 10 set. 2016.

AMANHA.COM. 500 maiores do Sul. (2014). Disponível em: . Acesso em: 11 set. 2016.

ANSOFF, H. I. Corporate Strategy: an Analytic Approach to Business Policy for Growth and Expansion. New York: McGraw-Hill, 1965.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 3. ed. Lisboa: Edições 70, 2004.

BARNEY, J. B. Firm Resources and Sustained Competitive Advantage. Journal of Management, v. 17, n. 1, p. 99-120, 1991.

BARNEY, J. B. Integrating organizational behavior and strategy formulation research: a resource-based analysis. In: SHRIVASTAVA, P.; HUFF, A. S.; DUTTON, J. E. Advances in strategic management. Greenwich: Jai Press, 1992.

BARNEY, J. B. Looking inside for competitive advantage. Academy of management Executive, v. 9, n. 4, p. 49-61, 1995.

BARNEY, J. B.; HESTERLY, W. S. Administração estratégica e vantagem competitiva. 3. ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2011.

CHAMBERLIN, E. The Theory of Monopolistic Competition. Cambridge: Harvard University Press, 1933.

CARVALHO, D. M.; PRÉVOT, F.; MACHADO, J. A. D. O uso da teoria da visão baseada em recursos em propriedades rurais: uma revisão sistemática da literatura. Revista de Administração, n. 49, v. 3, p. 506-518, 2014.

COLLINS, D. J.; MONTGOMERY, C. A. Competindo com base em recursos: estratégia na década de 1990. In: Harvard Business Review. Estratégia corporativa. Rio de Janeiro: Campus, 2000.

DALVOVO, D. M. S.; MACHADO, M. M.; GONÇALVES, A.; BAUMGARTNER, A. Visão Baseada em Recursos e monitoramento do ambiente e sua influência nas Capacidades Dinâmicas. Revista Inteligência Competitiva, v. 7, n. 2, p. 133-177 2017.

DIERICKX, I.; COOL, K. Asset stock accumulation and sustainability of competitive advantage. Management Science, v. 35, n. 12, p. 1504-1511, 1989.

FAO. Perspectivas Agrícolas no Brasil: desafios da agricultura brasileira 2015-2024 (2015). Disponível em: . Acesso em jan. 2017.

GONÇALVES, A. T. P.; CÂNDIDO, G. A. Caracterização estrutural de arranjos produtivos locais: uma aplicação no setor de extração mineral em microrregião brasileira. Contextus-Revista Contemporânea de Economia e Gestão, v. 12, n. 3, p. 7-34, 2014.

GONÇALVES, C. A.; MEIRELLES, A. de M. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas, 2004.

HAYASHI, P. J.; BARANIUK, J. A.; BULGACOV, S. Mudanças de conteúdo estratégico em pequenas empresas de massas alimentícias. Revista de Administração Contemporânea, n. 10, v. 3, p. 159-179, 2006.

ITO, N. C.; HAYASHI, P. J.; GIMENEZ, F. A. P.; FENSTERSEIFER, J. E. Valor e vantagem competitiva: buscando definições, relações e repercussões. Revista de Administração Contemporânea, v. 2, n. 16, p. 290-307, 2012.

LIAO, T.; RICE, J.; LU, J. The Vicissitudes of Competitive Advantage: Empirical Evidence from Australian Manufacturing SMEs. Journal of Small Business Management, v. 53, n. 2, p. 469-481, 2015.

LIPPMAN, S. A.; RUMELT, R. P. Uncertain imitability: an analysis of interfirm differences in efficiency under competition. The Bell Journal of Economics, v. 13, n. 2, p. 418-438, 1982.

LOPES, D. P. T.; BARBOSA, A. C. Q. Consolidando Vantagens Competitivas a partir de Inovações Gerenciais e Recursos Humanos – Um Debate Teórico. VI Encontro de Estudos em Estratégia, Bento Gonçalves-RS, 6., Anais... Rio de Janeiro, Anpad, 2013.

MELO, G. T. Identificação dos Recursos Estratégicos Geradores de Vantagem Competitiva Sustentada em uma Empresa de Consórcios: o Caso da Embracon. V Encontro de Estudos em Estratégia/3Es, Porto Alegre-RS, 5., Anais... Rio de Janeiro, Anpad, 2011.

PADILHA, Ê.; BANDEIRA-DE-MELLO, R. Uma análise da heterogeneidade de pequenas empresas à luz da Visão Baseada nos Recursos (RBV): o caso dos Serviços Profissionais de Engenharia. In: XXXI Encontro da ANPAD – EnANPAD, Rio de Janeiro- RJ, 31., Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2007.

PENROSE, E. The theory of growth of the firm. London: Basil Blackwell, 1959.

PETERAF, M. A. The cornerstones of competitive advantage: a resource based-view. Strategic Management Journal, v. 12, n. 3, p. 95-117, 1993.

PORTER, M. E. Competitive Advantage: Creating and Sustaining Superior Performance. New York: FreePres, 1985.

TEECE, D.; PISANO, G.; SHUEN, A. Dynamic capabilities and strategic Management. Strategic Management Journal, v. 18, n. 7, p. 509-533, 1997.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais. São Paulo: Atlas, 1987.

VASCONCELOS, F. C.; CYRINO, Á. B. Vantagem competitiva: os modelos teóricos atuais e a convergência entre estratégia e teoria organizacional. Revista de Administração de empresas, v. 4, n. 40, p. 20-37, 2000.

WERNERFELT, B. A resource-based view of the firm. Strategic Management Journal, v. 5, n. 2, p. 171-180, 1984.

WILLIAMSON, O. E., Strategizing, Economizing, and Economic Organization. Strategic

Management Journal, v. 12, n. SPECIAL ISSUE, p. 75-85, 1991.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

ZOTT, C. Dynamic Capabilities and the Emergence of Intraindustry Differential Firm Performance. Strategic Management Journal, v. 24, n. 2, p. 97-125, 2003.




DOI: https://doi.org/10.24883/ric.v8i2.262

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



 Atelier Brasil
Rua Pe. Guilherme Pompeu, 01, Centro
06501-055, Santana de Parnaíba, São Paulo, Brazil
(e-ISSN 2236-210X – DOI 10.24883)

Contato institucional: profdrpassos@gmail.com



  Indexadores e Diretórios                    
             


SitesCRASPDOMÍNIO PÚBLICO CAPES l IAFIE l SCIP l IAFIE l USP l FMU  l ABRAIC SEER/IBICT  l ISSN l EventosANPAD l NormasABNT

 

                                                                              Visualização no Brasil e no Mundo por localização e período