O movimento competitivo de verticalização da cadeia de celulose: seria o fim dos fabricantes independentes de papel tissue no Brasil?

Luis Rigato Vasconcellos, Celso Ricardo dos Santos

Resumo


O objetivo desse artigo foi fundamentar os principais fatores competitivos que ameaçam os fabricantes independentes de papel tissue, frente ao desafio lançado por um grande fabricante de celulose do país que está verticalizando a cadeia, avançando no negócio de papel de tissue. Este estudo abordou, do ponto de vista do fabricante independente de papel tissue, os fatores que ameaçam e os que favorecem a verticalização e a competitividade da cadeia de celulose. Para esta finalidade, foi utilizado um estudo de caso único e um painel de especialistas, envolvendo uma empresa do setor de papel tissue, utilizando-se de uma abordagem qualitativa e exploratória, com coleta de dados feita por meio de entrevistas, realizada com nove especialistas do setor. O resultado do processo de investigação demonstrou que fatores de custo e de mercado são determinantes para obtenção de vantagem competitiva na cadeia, como custo de produção, incentivos fiscais, logística e distribuição, conhecimento do mercado B2C, eficiência em serviço ao cliente e reconhecimento de marca.


Palavras-chave


, integração vertical, fatores de custo, fatores de mercado, pesquisa exploratória, pesquisa qualitativa, painel de especialistas e estudo de caso.

Texto completo:

PDF

Referências


BEST, M. H. The New Competition: Institutions of Industrial Restructuring. [S.l.]: Cambridge: Harvard University Press, v. 296p, 1990.

BJUGGREN, P. O. Vertical Integration in the Swedish pulp and paper indstry. Skandinaviska Enskilda Banken Quarterly Review. [S.l.], p. 23-31. 1987.

FARINHA E SILVA, C. A.; BUENO, J. M.; NEVES, M. R. A INDUSTRIA DE PAPEL E CELULOSE NO BRASIL. POYRY CONSULTORIA. São Paulo. 2016.

FINE, C. H. Mercados em Evolução Continua: conquistando vantagem competitiva num mundo em constante mutação. Rio de Janeiro: Campus, 1999.

GUTIERREZ, MARCELLE. Susano compra fábria de papel FACEPA por R$ 310 milhões. Valor Econômico, 4 de dezembro de 2017. Disponível em https://www.valor.com.br/empresas/5216485/suzano-compra-fabrica-de-papel-facepa-por-r-310-milhoes. Acesso em: 15março. 2019.

IBÁ. Relatório Anual 2017. Industria Brasileira de Árvores. [S.l.], p. 41. 2017.

HELFAT, Constance E; CAMPO-REMBADO, Miguel A. Integrative Capabilities, Vertical Integration, and Innovation Over Successive Technology Lifecycles. Organization Science Vol. 27, No. 2, March–April 2016, pp. 249–264 ISSN 1047-7039 (print)

KRUEGER, R. A.; CASEY, M. A. Focus groups. A practical guide for applied research. 3. ed. [S.l.]: Thousand Oaks, 2000.

LEVY, D. T. The Transactions Cost Approach to Vertical Integration: An Empirical Examination. The Review of Economics and Statistics, v. 67, n. 3, p. 438-445, august 1985.

LIU, Y. et al. Strategic management of product and brand extensions: Extending corporate brands in B2B vs. B2C markets. Industrial Marketing Management, December 2017. 147-149.

MARQUES, P. Will Backward Integration to Pulp Be a Game Changer in Tissue Production? Fisher International. Norwalk. 2018.

MELLO, R. B. D. Softwares em Pesquisa Qualitativa. In: GODOI, C. K.; MELLO, R. B. D.; SILVA, A. B. D. Pesquisa Qualitativa e Estudos Organizacionais: Paradigmas, Estratégias e Métodos. São Paulo: Saraiva, 2006. Cap. 15, p. 429-458.

MELO, L. Suzano fará investimentos de R$1,6 bi para expandir produção. EXAME, 2015. Disponivel em: . Acesso em: 15 Janeiro 2018.

MORGAN, D. L. FOCUS GROUP AS QUALITATIVE RESEARCH. Planning and research design for focus groups. [S.l.]: Thousand Oaks: Sage, v. 16, 1997. p. 32-46.

MUNARETTO, L. F.; CORRÊA, L. H.; ARAÚJO, J. C. D. C. Um estudo sobre as características do método Delphi e de grupo focal, como técnicas na obtenção de dados em pesquisa exploratória. Revista de Administração da Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, v. 6, n. 1, p. 9-24, março 2013.

NEVES, M. R. BRAZILIAN TISSUE MARKET AND ITS TRENDS TISSUE WORLD SÃO PAULO CONFERENCES. POYRY Consultoria. São Paulo. 2016.

OHANIAN, N. K. Vertical Integration in the U.S. Pulp and Paper Industry, 1900-1940. Review of Economics & Statistics, fev. 1994. v. 76, n. 1, p. 202

PERRY, M. K. Vertical Integration by competitive firms: uncertainly and diversification. Southern Economic Journal, julho 1982. 201 - 208

SCHMIDT, R. D. H. Vantagem competitiva que cresce em árvore. Fundação Getúlio Vargas. Rio de Janeiro. 2017.

SINTRAPEL. Suzano Papel e Celulose compra maior produtora de papel tissue do Norte e Nordeste, 5 de dezembro de 2017. Disponível em http://sintrapel-limeira.org.br/index.php/suzano-papel-e-celulose-compra-maior-produtora-de-papel-tissue-do-norte-e-nordeste/

SLACK, N.; LEWIS, M. OPERATIONS STRATEGY. 2. ed. Edinburgh: Prentice Hall - Financial Times, 2008.

SUZANO. Relatório de Sustentabildade. Suzano. Suzano, p. 1-100. 2017.

TATICCHI, P., GARENGO, P., NUDURUPATI, S.S., TONELLI, F., PASQUALINO, R., 2014. A review of decision-support tools and performance measurement and sustainable supply chain management. International Journal of Production Research. (ahead-of-print), 1-22. DOI: 10.1080/00207543.2014.939239

YIN, R. K. Estudo de Caso: Planejamento e Métodos. 5. ed. Porto Alegre: BOOKMAN, 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.24883%2Fric.v9i2.324

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.


 Atelier Brasil
Rua Pe. Guilherme Pompeu, 01, Centro
06501-055, Santana de Parnaíba, São Paulo, Brazil
(e-ISSN 2236-210X – DOI 10.24883)

Contato institucional: profdrpassos@gmail.com.br



  Indexadores e Diretórios                    
             


SitesDOMÍNIO PÚBLICO CAPES l IAFIE l SCIP l IAFIE l USP l FMU  l ABRAIC SEER/IBICT  l ISSN l EventosANPAD l NormasABNT

 

Visualização no Brasil e no Mundo por localização e período: