O CONHECIMENTO E A SUA GESTÃO COMO RECURSO ESTRATÉGICO E COMPETITIVO NA CONSTRUÇÃO DE COMPETÊNCIAS INOVADORAS PARA O EMPREENDEDORISMO

Carlos Francisco Bitencourt Jorge, Leonardo Melo dos Reis

Resumo


A presente pesquisa visa abordar como o conhecimento e a sua gestão enquanto recurso para a construção de competências e no processo de empreender, podendo assim facilitar a vida dos empreendedores, em especial, aqueles que estão construindo novas organizações.  Compreender o processo de empreender, identificando assim quais são as necessidades, dificuldades e outras características, possibilita a construção de competências empreendedoras. Identificou-se que, a maioria dos sujeitos iniciam os seus negócios por necessidade, e muitas vezes não possuem competências necessárias para o negócio que se pretende empreender. Pensando nisso, é importante o uso de todos os recursos possíveis para empreender, principalmente o uso de recursos que não necessitem de capital financeiro, como é o caso do conhecimento. Dessa maneira, por meio de um levantamento bibliográfico relacionou-se as temáticas: Conhecimento, Empreendedorismo enquanto processo e Competências Empreendedoras. Com isso, identificou-se que o conhecimento atua como recurso estratégico para o processo de empreender, principalmente no que tange a construção de competências para o este processo. Buscou-se chamar a atenção para o uso do conhecimento enquanto recurso, bem como sua gestão no processo de empreender, e com isso, acredita-se as organizações podem adquirir competências que permitam continuidade e longevidade.


Palavras-chave


Conhecimento; Gestão; Empreendedorismo; Competência Empreendedora; Processo de Empreendedorismo

Texto completo:

PDF

Referências


Antonello, C. S. (2005). A metamorfose da aprendizagem organizacional: uma revisão crítica. Aprendizagem organizacional e competências. Porto Alegre: Bookman, 12-33.

Baggio, A. F., & Baggio, D. K. (2015). Empreendedorismo: Conceitos e definições. Revista de empreendedorismo, inovação e tecnologia, 1(1), 25-38. (Disponível em https://seer.imed.edu.br/index.php/revistasi/article/view/612.).

Choo, C. W. (1998). The knowing organization: How organizations use information to construct meaning, create knowledge and make decisions. International journal of information management, 16(5), 329-340.

Cunha, C. V. M. D., Silva, M. V. D., & Yamaguchi, N. M. (2011).

Empreendedorismo. (Disponível em https://repositorio.pgsskroton.com.br/bitstream/123456789/1465/1/Artigo%2011.pdf.).

Dornellas, J. C. A.(2008) Empreendedorismo: Transformando ideias em negócios. Rio de Janeiro: Campus.

Figueiredo, S. P. (2005). Gestão do conhecimento: estratégia competitivas para a criação e mobilização do conhecimento na empresa. Rio de Janeiro: Qualitymark.

Gil, A. C. (2008) Métodos e técnicas da pesquisa social. 6.ed. São Paulo: Atlas, 2008.

Girardi, D. (2009). Gestão do conhecimento e gestão de pessoas: consultoria interna de RH, conceitos e procedimento. Santa Catarina: Pandion.

Mcclelland, D. C. (1972). A sociedade competitiva: Realização e progresso social. Rio de Janeiro: Expressão e Cultura.

Mamede, M. D. B., & Moreira, M. Z. (2005). Perfil de competências empreendedoras dos investidores Portugueses e Brasileiros: Um estudo comparativo na rede hoteleira do Ceará. Anais do XXIX Encontro Anual da Associação de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, Brasília.

Nonaka, I., & Takeuchi, H. (1997). Criação de conhecimento na empresa: como as empresas japonesas geram a dinâmica da inovação. Rio de Janeiro: Campus.

Pimentel, A. C. M. (2008). Gestão do conhecimento em pequenas e médias empresas: um estudo de caso. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Engenharia, Bauru.

Snell, R., & Lau, A. (1994). Exploring local competences salient for expanding small businesses. Journal of Management Development, 13(4), 4-15. (Disponível em https://www.emeraldinsight.com/doi/abs/10.1108/02621719410057032).

Spender, J. C. (2008) Gerenciando sistemas de conhecimento. In: FLEURY, M. T. L: OLIVEIRA JR., M. de M (Orgs), Gestão do conhecimento integrando aprendizagem, conhecimento e competências. São Paulo: Atlas. 27-49.

Sutton, M.J.D. (2007). Examination of the historical sensemaking processes representing the development of knowledge management programs in universities: Case Studies Associated with an Emergent Discipline. 2007. 416f. Tese (Doutorado) Philosophy, Faculty of Education, McGill University, Montréal, Québec, Canada.

Valentim, M. L. P., & Gelinski, J. V. V. (2005). Gestão do conhecimento como parte do processo de inteligência competitiva organizacional. Informação & Sociedade, 15(2). (Disponível em http://www.brapci.inf.br/index.php/article/download/12975 ).




DOI: https://doi.org/10.24883/ric.v9i4.357

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



 Atelier Brasil
Rua Pe. Guilherme Pompeu, 01, Centro
06501-055, Santana de Parnaíba, São Paulo, Brazil
(e-ISSN 2236-210X – DOI 10.24883)

Contato institucional: profdrpassos@gmail.com.br



  Indexadores e Diretórios                    
             


SitesDOMÍNIO PÚBLICO CAPES l IAFIE l SCIP l IAFIE l USP l FMU  l ABRAIC SEER/IBICT  l ISSN l EventosANPAD l NormasABNT

 

                                                                              Visualização no Brasil e no Mundo por localização e período